Missionária FM - Jesus em primeiro lugar
Jesus em primeiro lugar
Boa noite, hoje é 18 de janeiro de 2018.
10 Mais

01

DEPENDENTE
GISLAINE E MYLANA

02

VOLTA POR CIMA
FLORDELIS

03

NINGUÉM EXPLICA DEUS
PRETO NO BRANCO E GRABRIELA ROCHA

04

SOBRE AS ONDAS DO MAR
DAIANE DUARTE

05

DEUS É DEUS
DELINO MARÇAL

06

DEUS DE DETALHES
PASTOR LUCAS

07

A PRESENÇA
ELIANE FERNANDES

08

CANTE NO VALE
ALISSON E NEIDE

09

GUERRA DE JEOSAFÁ
ELIÃN DE OLIVEIRA

10

ADORADOR
VANDERMILSON
Enquete

Igreja da pastora lésbica Lanna Holder tem relógio de ponto para controlar presença de fiéis e usa versão gospel de “Eu quero tchu” durante o louvor

Igreja da pastora lésbica Lanna Holder tem relógio de ponto para controlar presença de fiéis e usa versão gospel de “Eu quero tchu” durante o louvor

 Igreja da pastora lésbica Lanna Holder tem relógio de ponto para controlar presença de fiéis e usa versão gospel de “Eu quero tchu” durante o louvor

A “igreja inclusiva” Comunidade Cidade de Refúgio, liderada pelo casal de pastoras homossexuais Lanna Holder e Rosania Rocha foi tema essa semana de reportagem veiculada pela revista Carta Capital. A reportagem destacou que igreja a presença dos fiéis é controlada por um “relógio de ponto”, e que o louvor é animado por paródias de músicas do sertanejo universitário.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Segundo a revista, os frequentadores da igreja são majoritariamente casais homossexuais, porém o fiel e assessor de imprensa da igreja, Abdalla Daichoum, afirma que o público é diverso.

Criada com o objetivo de reaproximar os homossexuais da religião, a igreja vai completar um ano de existência no fim de junho, e terá como ápice de suas comemorações a distribuição de folhetos e a conversão de homossexuais durante a Parada Gay de São Paulo, que acontece nesse fim de semana.

“A Igreja nasceu com um prognóstico negativo, mas não é porque existem todas essas dificuldades que vamos aceitar esse julgamento”, afirmou Holder durante o culto acompanhado pela reportagem. A pastora criticou ainda a postura das outras igrejas em relação aos homossexuais. Em meio à pregação e às críticas, a pastora brinca com os fiéis e puxa um grito de louvor parodiando o sucesso sertanejo “Eu quero tchu, eu quero tcha”. Na versão da igreja, a música virou: “Eu quero Jê, eu quero zus, eu quero Jê-jê-jê Jesus!”.

Localizada em um trecho mal iluminado e repleto de botequins na Avenida São João em São Paulo, a igreja visitada pela reportagem tem em sua entrada um aparelho de ponto eletrônico, usado para controlar a assiduidade dos fiéis nos cultos. “Não pode esquecer de passar pelo ponto (eletrônico), irmãos”, afirma Lanna Holder durante o culto. Ela ainda completa: “Quem não passar vai receber ligação em casa para sabermos por que está faltando nos cultos e se está tudo bem. É um cuidado que temos”.

A Carta Capital destacou ainda o anúncio de que a igreja a igreja comprou por 3500 reais um programa de rádio com uma hora de duração, que irá ao ar em todos os sábados do mês de junho, na 101,3 FM, com objetivo de divulgar os ideais da denominação.

Fonte: Gospel+

Últimas Notícias
Ouvinte da Semana

Último Vídeo

PRETO NO BRANCO E GABRIELA ROCHA-NINGUÉM EXPLICA DEUS
jurandi fotografias
Construtora Fica Lindo
PRESBITERO JUNIOR
FERNANDO OLIVEIRA
Iphonejequie
Agência Rd Comunicação Digital
Desenvolvido por WD VIRTUAL